Serra da Peneda

Penameda 1.268m - Serra da Peneda - PNPG
Situada no sistema montanhoso Peneda-Gerês, no Parque Nacional da Peneda Gerês, a Serra da Peneda é uma das maiores elevações em Portugal, elevando-se à quota máxima de 1.314 metros de altitude. Composta por um conjunto vasto de montanhas, das quais se destacam os 6 pontos mais elevados (ordenados por cotas) acima dos 1.000 metros de altitude. O Outeiro Alvo a 1.314 metros, o Fojo/Alto da Costa a 1.290 metros, a Penameda a 1.268 metros, a Aguieira/Chá da Matança a 1.215 metros, o Couto do Osso a 1.184 metros e o Vido a 1.175 metros. Na área envolvente situam-se as Serras do Laboreiro, do Soajo e a Amarela.

Penameda 1.268m - Serra da Peneda - PNPG
A região é dominada predominantemente por uma paisagem granítica, onde também podemos encontrar o Azevinho, o Carvalho, o Pinheiro, o Medronheiro e diversas espécies de arbustos como as Urzes e as Giestas.

Outeiro Alvo 1.314m - Serra da Peneda - PNPG
Os Riachos trilham desfiladeiros das montanhas. As margens da Barragem do Lindoso emprestam aquela zona, uma beleza rara e única.

Pantano 1.000m - Serra da Peneda - PNPG
As Aves de Rapina (a Águia Real, a Águia de Asas Redondas, o Mocho, a Coruja, o Falcão, o Gavião), o Lobo, o Gato Bravo, a Raposa, a Corça, o Javali, a Perdiz, a Galinhola, o Coelho, a Lebre, e tantos outros, fazem parte do vasto conjunto de animais que habitam nesta região.
Outeiro Alvo 1.314m - Serra da Peneda - PNPG
3 Pontos mais elevados da Serra da Peneda - PNPG
Fojo 1.290m / Penameda 1.268m / Outeiro Alvo 1.314m
Outeiro Alvo 1.314m - Serra da Peneda - PNPG 

Santuário Nossa Senhora da Peneda



O lugar da Senhora da Peneda, é uma aldeia da região norte do país, que fica situada no concelho de Arcos de Valdevez, freguesia da Gavieira. Pertence ao Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Lenda - Aparição da Senhora da Peneda

Para contar resumidamente a história da aparição da Nossa Senhora da Peneda (ou Senhora das Neves) à pastorinha, temos de recuar ao longínquo dia 5 de Agosto de 1220.

Reza a lenda que enquanto uma criança pastoreava as suas cabras, a Senhora apareceu-lhe em forma de uma pomba branca voando ao redor dela e, pediu-lhe que dissesse aos do seu lugar da Gavieira para lhe edificarem naquele lugar uma ermida. A pastorinha foi ter com os seus pais e falou da aparição da Senhora, mas sem efeito, porque não lhe deram crédito, não acreditando nas palavras dela.
Noutro dia, voltando a pastorinha com as suas cabras por aquelas mesmas paragens, tornou-lhe a aparecer a mesma Senhora na mesma lapa, não como na primeira vez, em forma de pomba (como ela referia) mas na forma em que hoje se vê, e lhe disse:
"Filha, já que te não querem dar crédito ao que eu mando, vai ao lugar de Roussas (que fica na mesma freguesia de Gavieira) onde está uma mulher entrevada há dezoito anos e diz aos moradores do lugar que tragam à minha presença, para que ela fique de perfeita saúde, e assim te darão crédito ao que eu te ordeno."
Assim o fez a venturosa pastorinha, e trouxe a mulher que se chamava Domingas Gregório. Tanto que esta chegou à vista daquela Sagrada Imagem da Rainha dos Anjos, logo alcançou uma perfeita saúde e ficou livre e sã de todos os males que padecia, louvando a Virgem Senhora pelo singular benefício que lhe havia feito.
Nos dias de hoje, são muitos os devotos que louvam a Nossa Senhora da Peneda, tornando-se um local de peregrinação e culto para milhares de fieis.

Protecção do Lobo Ibérico na Peneda

Excelente documentário, sobre o que está a ser feito para proteger o Lobo Ibérico na Serra da Peneda. Pena é que não hajam mais iniciativas como esta para prevenir e proteger esta espécie tão rara e tão bela.

Neste documentário teve também o excelente contributo do fotógrafo Pedro Alarção e da jornalista Anabela Moedas, que entre muitas outras coisas, fizeram em 2003 para a RTP o documentário " A vida secreta dos Lobos".

Fazer campanhas de sensibilização das pessoas para a importância do Lobo Ibérico na nossa fauna e no equilíbrio das restantes espécies é o caminho que se tem de percorrer.


Programa "Terra Alerta" da SIC Notícias - Trilhos de biodiversidade (30 de Outubro de 2010)

Nas alturas da Peneda

Documento datado de 1946, do cântico popular da Sra. da Peneda, que meu avô me deu ainda eu era uma garoto e que o guardo desde então...


Letra: Padre Joaquim Alves
Música: Padre Alberto Braz

PNPG nas 7 Maravilhas Naturais de Portugal


Foi conhecida no dia 11 de Setembro de 2010 a votação das 7 Maravilhas Naturais de Portugal. O Parque Nacional da Peneda-Gerês, ganhou sem surpresas um lugar entre os sete.
Os 7 vencedores das Maravilhas Naturais de Portugal foram:

Categoria de Zonas Protegidas: Parque Nacional Peneda-Gerês (Norte)

Categoria de Florestas e Matas: Floresta Laurissilva (Madeira)

Categoria de Grandes Relevos: Paisagem vulcânica da Ilha do Pico (Açores)

Categoria de Grutas e Cavernas: Grutas de Mira de Aire (Centro)

Categoria de Praias e Falésia: Portinha da Arrábida (Lisboa e Vale do Tejo)

Categoria de Zonas Marinhas: Ria Formosa (Algarve)

Categoria de Zonas Aquáticas não Marinhas: Lagoa das Sete Cidades (Açores)

Pantano - Serra da Peneda

O Pantano (local assim designado pelos locais), também conhecido por lagoa natural, fica situado num planalto perto do Lugar da Chã do Monte, à quota de 1.000 metros de altitude, na Serra da Peneda. Esta "mini-barragem", antigamente fornecia energia eléctrica ao Lugar da Peneda. Hoje em dia, serve essencialmente, de ponto de encontro de muitos animais que fazem o pasto à sua margem.

Este local é visitado por muitos turistas, que se aventuram a subir a íngreme encosta da Meadinha, mas no final, vale bem a pena. É um lugar magnífico para se passar uma tarde. O grande penedo que se encontra no meio do Pântano, também tem uma história curiosa. Dizem os mais antigos, que as mulheres que com a mão esquerda, conseguissem colocar uma pedra no cimo do penedo, no ano seguinte se casariam. Ainda hoje esta lenda perdura, visto que, são muitas as mulheres que se deslocam a este penedo, na esperança de casarem no ano seguinte.




Festa da Peneda

A Festa da Peneda é uma das romarias mais antigas e importantes do Norte de Portugal, em honra à Nossa Senhora da Peneda. Realiza-se anualmente entre os dias 1 e 8 de Setembro. Durante esses 8 dias, junta milhares de pessoas do Minho e da Galiza.

Os dias mais importantes da Romaria da Peneda são o dia 5 e 6. O dia 5 é geralmente dedicado aos Espanhóis, são milhares os que atravessam a fronteira nesse dia para visitarem o Santuário. No dia 6, é o dia da festa, o mais importante de todos. Os peregrinos ficam geralmente instalados nos cartéis disponibilizados pela confraria.

O Terreiro (local que fica em frente ao Santuário), é o ponto de encontro dos Romeiros da Peneda. Aí, a concertina e o acordeão, fazem parte da animação da festa e entoam pelas pedras da montanha. Os cantares ao desafio e os ranchos folclóricos também são uma tradição nestes dias.
Mas o melhor mesmo é tirar uns dias nessa altura e vir visitar e desfrutar desta festa tão popular e tornar-se também num romeiro da Peneda...

Pedizes na Serra da Peneda

Bouça dos Homens 25/07/2006
A Perdiz e os perdigotos na Serra da Peneda, uma das imagens muitas vezes vista durante o mês de Julho e Agosto. A natureza tem destas coisas, quando temos a sorte de estar no sítio e momento certos.

Branda da Bouça dos Homens

Bouça dos Homens

Branda das aldeias da Nossa Senhora da Peneda e do Beleiral, a Bouça dos Homens fica situada no limite do Parque Nacional da Peneda-Gerês, à quota de 1.070 metros de altitude. Rodeada de 5 picos montanhosos: a sul fica o Alto da Pedrada (1.416 m altitude), a sudeste fica o Cume da Peneda/Castelo do Pedrinho (1.374 m altitude), a norte fica o Alto da Costa/Fojo (1.290 m altitude), a oeste  fica o Outeiro Alvo (1.314 m altitude) e a sudoeste fica a Penameda (1.268 m altitude). A Bouça de Homens tem uma paisagem imponente e deslumbrante.

Para os amantes de montanhismo, da aventura, da caça, da pesca, do sossego, de grandes nevões e paisagens únicas, a Bouça dos Homens é um pequeno paraíso na Terra que vale a pena visitar e descobrir!!!
Bouça dos Homens 1.070m
Bouça dos Homens 1.070m
Bouça dos Homens 1.070m
Bouça dos Homens 1.070m - Casa Florestal com vista para o Batateiro
Bouça dos Homens 1.070m - Vista para o Outeiro Alvo
Bouça dos Homens 1.070m
Bouça dos Homens 1.070m
Bouça dos Homens 1.070m - Vista para a Penameda
Bouça dos Homens 1.070m - Nevão em 02/12/2008
Bouça dos Homens 1.070m

O 1º Romeiro da Peneda

"O TACHIM"

Mas que nome me havia de ocorrer. "Tachim". Será que se escreve mesmo assim? Acho que o que menos importa é saber se se escreve tachim, taxim, tá xim, etc. Parece-me chinês. Jogador de futebol não me parece. Um famoso artista de circo? Se calhar algum chefe de Estado dos ditos terceiros mundos ou provavelmente nome de telenovela. Algo me diz que se trata apenas de uma pessoa muito simples. Basta para tal chamar-lhe João Tachim ou simplesmente João da Cadela.
Um dos primeiros, senão o primeiro romeiro da Sra. da Peneda. Muitos dos leitores, conheceram certamente a pessoa em questão. Era sem dúvida aqui há já uns largos anos atrás, uma das figuras mais típicas da Romaria da Sra. da Peneda.
Por meados de Agosto, fincado à vara e a chamar a cadela, a panela e a cafeteira presos com um cordel à cinta a badalarem, era vê-lo subir o escadório do fundo do Portório a passar na Sra. das Dores até ao terreiro...estamos na romaria, chegou o Tachim...grita a cambada. Vamos acirrar a cadela. Ali começava o martírio do Tachim e a alegria dos putos. De um lado voavam as bolotas do cipreste, do outro a ameaça do pau. Era tudo brincadeira. Aparte estes pequenos "desacatos" com a criançada, era recebido pelas pessoas da aldeia com muito carinho.
Durante os dias que se seguiam até aos dias da festa, da pentilhota até à tapada grande, caminhava de porta em porta recebendo aqui uma bucha, ali uma tigela de caldo, além um copo de tinto, que irmãmente partilhava com a cadela. À noite, meadinha arriba, até à lapa (assim designado os aposentos de tão ilustre personagem) ali acendia o lume, um pouco de carne gorda dentro da panela, paus de giesteiro a servir de trempes, refastelava-se engrenhado nos trapos que eram os mesmos da romaria do ano passado, talvez de há dois anos...sabe-se lá, a olhar fitado os tissons. De quando em vez espetava o garavato na carne, agora trincava ele, ora lambia a cadela, come se fosse uma família. Não havia motivos entre eles para grandes desavenças. A única coisa em disputa seria a comida e mesmo esta era sabiamente dividida.
Assim se descreve a história do Romeiro mais popular que alguma vez passou pelas bandas da Nossa Sra. da Peneda. Não podia deixar de passar o meu testemunho de figura tão ilustre e que tantas saudades deixou naquela terra.

Artigo de Manuel Barros, publicado no jornal "O Ardina" de Monção em 1998.

Pedrada - Serra do Soajo

Pedrada 1.416m - Serra do Soajo
Pedrada é o ponto mais alto da Serra do Soajo, elevando-se a uma quota máxima de 1.416 metros de altitude. É a montanha mais alta do distrito de Viana do Castelo.
Pedrada 1.416m - Serra do Soajo
Pedrada 1.416m - Serra do Soajo
Pedrada 1.416m - Serra do Soajo
Pedrada 1.416m - Serra do Soajo
Pedrada 1.416m - Serra do Soajo